Notícias

HUMOR NA SALA DE AULA, UM NOVO MODELO DE APRENDIZAGEM

A utilização do humor em sala de aula como um novo modelo de aprendizagem, visando o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes e apurando o seu espírito crítico. Este é um dos propósitos do Projeto Humor na Sala de Aula, que até o dia 14 de junho oferece um curso para professores de escolas públicas da região de Piracicaba.  


Abertura do curso do Projeto Humor na Sala de Aula 

O curso “Materiais, Técnicas e Criatividade na Sala de Aula” é oferecido pelo Centro Nacional do Humor Gráfico de Piracicaba (Cedhu), com apoio do Instituto Arcor Brasil, e tem como público professores da região de Piracicaba. A perspectiva é de utilização do desenho de humor  em sala de aula com crianças e adolescentes, consolidando uma visão crítica e propositiva da realidade.  

O curso contempla aulas práticas e teóricas relacionadas ao desenvolvimento de ações artístico-pedagógicas em sala de aula com a utilização das linguagens gráficas cartum, charge, caricatura e tira/história em quadrinhos.

O apoio do Instituto Arcor Brasil ao curso ocorre em razão da parceria que a organização mantém há três anos com o Cedhu e Secretaria Municipal de Ação Cultural de Piracicaba, no âmbito do  Salão Internacional de Humor de Piracicaba e Salãozinho de Humor de Piracicaba. 

Atuam como orientadores os consultores Danilo De Angeli (“Hora de contar histórias: criação de personagens e criação do universo”), William Hussar (“Do bidimensional ao tridimensional”), Elisângela de Freitas (“Animando o inanimado”) e Flávio Camargo “(Colagens e pinturas: experiências artísticas”), todos com trajetória no desenho de humor e/ou acadêmica.


Primeira aula foi sobre construção de personagens e universo

Como nota o diretor do Cedhu, Eduardo Grosso, o curso foi idealizado com a intenção de que os participantes se apropriem de técnicas de desenho e a partir delas para a execução e propostas de leituras. O curso pretende também possibilitar um diálogo e dar condições de leituras das artes do desenho, notadamente em visitas ao salão de humor e criando assim futuros consumidores, leitores e artistas dessa área com o objetivo de capacitar e aparelhar os participantes dos elementos mínimos do desenho de humor.

A meta, então, é equipar os professores com um mínimo de informações para que sejam multiplicadores e façam uma ponte com o salão e alunos durante as visitas às exposições. A nova edição do Salão Internacional de Humor de Piracicaba e do Salãozinho de Humor de Piracicaba começa em agosto.

Responsável pelas primeiras aulas do curso, Danilo de Angeli se concentrou em mostrar noções e aspectos da construção de personagens e de um universo para que eles atuem. “É muito importante porque, através dos personagens que as crianças criam, é possível por exemplo perceber questões psicológicas que serão muito úteis ao professor em sala de aula”, observa Angeli, que é artista plástico graduado em Pedagogia e graduando em Arteterapia. 

 

Clique aqui para voltar

 
Cadastre-se e receba nossa Newsletter
Veja nossa última edição >