Notícias

PROJETO MARÉ ALTA TEM FESTIVAL E OFICINAS DE EMPREENDEDORISMO

O Projeto Maré Alta, desenvolvido em comunidades de Ubatuba (SP) com apoio do Instituto Arcor Brasil, cumpriu um calendário intenso no primeiro semestre de 2017, com as oficinas de empreendedorismo e culminando com a participação no 3º Festival de Culturas de Cambury, já nos dias 7 e 9 de julho.


Uma das oficinas de empreendedorismo no Projeto Maré Alta 

O Maré Alta é um dos três projetos apoiados pelo Instituto Arcor Brasil, como parte do Fundo Comunidade em Rede, constituído pela parceria entre RedEAmérica e Fundação Interamericana, dos Estados Unidos.

O propósito do Fundo é fortalecer as organizações de base parceiras e contribuir para a construção de projetos territoriais coletivos. O Projeto Maré Alta é implementado com parceiros nas comunidades caiçaras de Cambury e Picinguaba.

Empreendedorismo – Entre os meses de abril e junho, mulheres das comunidades participantes do Projeto Maré Alta estiveram nas oficinas de empreendedorismo, ministradas pela consultora Vanessa Andretta. Ela é graduada em Turismo e tem mestrado em Ciências Florestais pela Universidade Federal de Lavras e, entre outras experiências profissionais, atuou como consultora na fase de diagnóstico da Comunidade Ribeirinha da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro.

O objetivo de seu trabalho junto ao Maré Alta, explica Vanessa, foi contribuir para promover o empreendedorismo social para os grupos produtivos envolvidos no Projeto. Outro objetivo era a criação de um modelo financeiro sustentável para os grupos produtivos de moda praia, costura e artesanato, estamparia de camisetas e chinelos. Estes grupos produtivos foram constituídos no primeiro ciclo do Fundo Comunidade em Rede, também com apoio do Instituto Arcor Brasil.

Desde o primeiro encontro, em 3 de abril de 2017, relata Vanessa, foi muito marcante o processo de construção de uma identidade do grupo e de pertencimento a uma ação coletiva. Ainda na fase inicial da consultoria, ela fez visitas técnicas à Casa do Artesão de Ubatuba e a lojas de biquínis e artesanato no bairro Itaguá, visando identificar possíveis canais de comercialização dos produtos confeccionados pelas mulheres do Projeto Maré Alta.

A consultora destaca que, nos encontros com as mulheres, foram destacados pontos como a importância do planejamento pessoal e da organização financeira pessoal. Foi então deflagrado o processo de planejamento dos negócios dos grupos produtivos, com etapas como precificação dos produtos, informações sobre controle financeiro e de vendas, livro caixa e fluxo de caixa, vendas e postura em relação a clientes.

Foi também elaborado o regimento interno do grupo produtivo de Picinguaba e formulado um plano de ação, com cronogramas para construção de sede, reforma da loja e abertura regular da loja. Como resultado de todo o processo, a loja foi aberta no feriado nacional de Corpus Christi, no dia 15 de junho.

A consultora Vanessa Andretta entende que, considerando as dificuldades e habilidades dos grupos, foram satisfatórios os resultados das oficinas, “com perspectivas promissoras de retomada das atividades produtivas de maneira organizada e harmoniosa”.


Macarrão de biomassa, uma das atrações do 3º Festival de Culturas de Cambury 

Festival de Culturas – Entre os dias 7 e 9 de julho, representantes do Projeto Maré Alta participaram do 3º Festival de Culturas do Cambury das Pedras, em Ubatuba. O Festival vem sendo realizado visando a construção da cultura da paz e harmonia, assim como pelo intercâmbio cultural entre os povos, a valorização da cultura local e o fortalecimento da identidade das comunidades envolvidas.

O Projeto Maré Alta participou ativamente com a culinária alternativa representada pela biomassa da banana de verde, fruta muito comum nessa região do litoral paulista. As mulheres do Cambury, integradas ao Projeto, participaram de oficinas de culinária saudável e sustentável coordenadas pela consultora Jane Fernandes.  Entre as atividades culturais a programação do Festival contou com a Concertada e Coral da Aldeia Boa Vista.

Indígenas, caiçaras, pescadores, viajantes, turistas e moradores locais de outros bairros de Ubatuba e cidades próximas participaram do 3º Festival de Culturas do Cambury das Pedras, idealizado por Ricardo Vento Leste. “Foi um grande e lindo momento de celebração da diversidade étnica e cultural”, sintetiza a consultora Jane Fernandes.                  

 

Clique aqui para voltar

 
Cadastre-se e receba nossa Newsletter
Veja nossa última edição >